De culinária a produtividade, de joguinhos a notíciass, de música a fotografia, entre os mais de 250.000  aplicativos da App Store da Apple tem mesmo algo para quase todo mundo. Mas infelizmente os brasileiros não podem ter acesso a tudo isso, já que o acervo não é completo, a categoria de jogos não existe na nossa loja, e muitas das promoções não chegam por aqui. A solução é criar uma conta na loja dos gringos através do iTunes, mas isso não é tão simples quanto poderia ser. Por isso este tutorial.

Mas antes, vamos entender alguns conceitos:

Brasil x EUA (x Argentina)

Cada país onde a Apple lançou o iPhone tem a sua App Store, e elas não são iguais entre si. A nossa, por exemplo, não tem a categoria jogos (que, francamente, é uma das mais interessantes). A razão disso que é que Ministério Público não permite que sejam vendidos jogos eletrônicos no Brasil sem que eles passem por avaliação e classificação etária aqui mesmo no país. A classificação etária americana, que a Apple adota, não é aceita, e a Apple não tem o menor interesse em alterar ou permitir um intermediário no seu processo de avaliação para vender aqui. 

A solução mais óbvia é apelar para a loja dos gringos, que tem o acervo completo de aplicativos (e de promoções). Só que para fazer o cadastro na App Store de qualquer país, é necessário informar um cartão de crédito local na seção de Informações de Pagamento -- cartão de crédito este que é cobrado a cada compra de aplicativo. Posso afirmar com razoável certeza que você não tem um cartão de crédito expedido nos Estados Unidos. Acertei? Ainda bem que existe um caminho alternativo para criar uma conta por lá sem incluir um cartão de crédito, e é isso que ensinaremos no tutorial a seguir.

Falaremos mais sobre isso após o tutorial, mas a parte ruim de criar uma conta assim é que, em vez de comprar os aplicativos, você precisa comprar "iTunes Gift Cards" com códigos que você digita no iTunes para adicionar créditos à sua conta. Bem no esquema celular pré-pago: você compra um cartão com um valor (há de 10, 15, 25 e 50 dólares) e passa a ter aquele valor disponível para gastar em aplicativos. Apesar de ser mais trabalhoso, os mais impulsivos tendem a preferir este método, já que você acaba pensando melhor antes de comprar, logo, gasta menos.

Mas há um meio-termo: a loja da Argentina. Ela não tem todos os aplicativos da americana, não permite comprar músicas, filmes e programas de TV caso um dia você queira, e não tem tantas promoções, mas tem um acervo de aplicativos maior que o da loja brasileira, e o mais importante: tem jogos e aceita o seu cartão de crédito internacional. Se cadastrar lá é quase tão fácil quanto fazer uma conta brasileira. Apenas selecione a Argentina como país da sua iTunes Store…


O seletor fica no canto inferior direito da página principal da iTunes Store

…depois clique em "Iniciar Sessão", que no iTunes 10 fica no canto superior direito de qualquer página da iTunes Store.


A partir daí é só escolher a opção "Criar Nova Conta" e seguir os passos, preenchendo os seus dados pessoais e do seu cartão de crédito internacional. Apenas na parte de endereço é que você vai ter que "inventar" um endereço argentino. Para facilitar, use o Google Maps e procure algum estabelecimento em Buenos Aires ou alguma outra cidade hermana. 

Criando uma conta americana

Se você tentar criar uma conta americana da mesma forma que pode ter criado a sua brasileira ou argentina, ficará empacado na parte do cartão de crédito. O seu não será aceito. Mas há um jeito de criar a conta sem precisar preencher informações de pagamento. E não é difícil.

 

Passo 1: Selecione "United States" como seu país na iTunes Store, a partir da bandeirinha redonda que aparece no canto inferior direito da página inicial da loja.



Passo 2: Procure qualquer aplicativo FREE (grátis) e tente fazer o download dele.


 

Passo 3: Aparecerá uma janela pedindo login com a sua Apple ID, que criaremos agora. Clique em "Criar Nova Conta".


 

Passo 4: Para iniciar o processo de criação, clique em Continue, depois aceite os termos e condições e a política de privacidade da iTunes Store. Você vai chegar na tela acima, onde vai preencher o seu email, senha (que exige ao menos 8 dígitos, entre eles um número e uma letra maiúscula), pergunta secreta (que você terá que responder se perder a senha) e data de nascimento. Com tudo preenchido, clique em Continue.



Passo 5: É aqui que a mágica acontece: perceba que entre as opções de cartão de crédito, você pode escolher "None" ("Nenhum"). Esta opção não aparece se você tentar criar a conta pelo método convencional. Faça esta escolha e deixe o campo "Code" em branco.



A seguir, é hora de preencher um endereço válido americano. Qualquer endereço que você encontrar no Google Maps serve, desde que a cidade e o estado batam com o Zip Code (o código postal deles, equivalente ao nosso CEP).

É importante frisar que nos EUA os preços dos produtos nunca incluem impostos, que são pagos à parte. Cada estado americano decide quanto de impostos vai cobrar. Para downloads da App Store, os impostos variam de 4% a 9%, mas segundo o Blog do iPhone, os estados de Delaware, Alaska, Montana, New Hampshire e Oregon não cobram imposto algum, o que significa que um app de 99 cents custa de fato menos de um dólar. Não pudemos verificar se isso procede, e de qualquer forma o imposto é de poucos centavos por compra, mas não custa nada escolher um endereço de um destes estados, só por precaução.

Passo 6: Pronto! Um email de confirmação foi enviado para o endereço que você especificou. Basta clicar no link de verificação naquele email e fazer o login com sua Apple ID (seu email) e senha. Feito isso, sua conta estará aberta e você já poderá comprar qualquer aplicativo, música, filme, programa de TV ou livro na iTunes/iBooks/App Store americana.



Comprando, de fato


Como não colocamos dados de pagamento na abertura da conta, a App Store não tem como te cobrar, então você só pode baixar aplicativos gratuitos até colocar créditos. Para fazer isso, basta comprar iTunes Gift Cards, que estão disponíveis nos valores de 10, 15, 15 e 50 dólares. Você paga um pouco mais do que o valor que vai usar (geralmente um cartão de 25 dólares custa cerca de 27), mas é o jeito. Fazendo uma busca por iTunes Card no eBay ou no MercadoLivre, encontra-se com facilidade estes cartões. Os melhores vendedores recebem o seu pagamento e te mandam imediatamente, por email, o código que você pode digitar no iTunes ou no próprio iPhone/iPod Touch (procure a opção "Redeem") para adicionar o crédito.

Mas há uma opção ainda melhor, supostamente mais segura, e tão rápida quanto os melhores vendedores: o site MaximusCards.com. Lá você pode comprar não apenas cartões do iTunes, mas também Microsoft Points, Xbox Live Gold, Wii Points, cartões da PlayStation Network e períodos de acesso a World of Warcraft, entre outras coisas. Eles não aceitam PayPal, mas eu mesmo compro sempre lá com cartão de crédito internacional, e o código chega no meu email na mesma hora.

Não esquecendo do Brasil

Apesar da loja americana ser algo como a "verdadeira" App Store, é recomendado que você tenha também uma conta brasileira no seu iTunes. Ela não tem todos os aplicativos da americana, mas o contrário também se aplica: alguns aplicativos só aparecem na nossa. Um bom exemplo são alguns dos apps que surgiram para acompanhar as eleições. O mercado editorial brasileiro também aparenta estar se preparando para entrar com força na App Store para iPad, com revistas como a Veja e Época tomando a frente, e muitas delas poderão não aparecer na loja americana.

Manter duas (ou mais) contas no seu iTunes é fácil. No canto superior direito da janela da iTunes Store, o seu email aparece sempre que você estiver logado. Clicando na setinha ao lado dele, é possível sair da sua conta. Assim, o link "Iniciar Sessão" volta a aparecer naquele ponto, e você pode usá-lo para fazer login com outra Apple ID, de outra loja. No iPhone, é igualmente fácil, mas menos óbvio: entre em qualquer uma das três primeira seções da App Store (qualquer uma, exceto Busca e Atualizações) e role a tela até o fim. Lá em baixo, junto à opção Redeem, você verá o seu email e saldo. Para sair da sua conta, é só tocar ali e depois na opção que aparece no pop-up. Assim você sai e pode fazer login com outra conta. Uma vez que os aplicativos estiverem no seu computador, ou no seu aparelho, tanto faz de qual loja eles vieram. A sincronização é feita normalmente.

E pronto!

Agora é só aproveitar os aplicativos. Talvez seja uma boa ideia começar com algum aplicativo de controle financeiro (eu uso este), assim você não vai poder culpar ninguém se ficar no vermelho de tanto comprar joguinhos. ;)

 

Como comprar APPs na iTunes americana

Retirado do Gizmodo Brasil